ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Saúde

Influenza 2018: Tudo sobre a vacina contra a gripe

Terça-feira, 10 de julho de 2018

Visualizada 56 vezes

Influenza


O surto de gripe – Influenza 2018 – que tomou conta de praticamente todos os Estados Unidos é um alerta para os brasileiros que ainda irão passar pela estação mais fria do ano. Desde o início do inverno no hemisfério Norte, 47 mil casos de gripe foram confirmados e 20 crianças morreram. O vírus que está se espalhando é o H3N2, um subtipo do vírus influenza A.

As autoridades recomendam que todos tomem a vacina contra a gripe, pois entre 70% e 80% das crianças que morreram não haviam sido imunizadas. De acordo com a presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM), Isabella Ballalai, tanto o H1N1 como o H3N2 são tipos de influenza que circulam também no Brasil.

Por isso, as vacinas contra gripe são tri ou quadrivalentes, procurando proteger de três ou quatro tipos de influenza, ou seja, as doses sempre contêm os tipos H1N1, H3N2 e B. E os cuidados para quem está ou vai para os Estados Unidos são os mesmos necessários contra a gripe em qualquer lugar do mundo. A vacina contra a gripe (Influenza 2018) é o mais importante e quem se imunizou no Brasil está protegido lá.

Confira a seguir tudo sobre a vacina contra a gripe – Influenza 2018.

 

1- Quais as complicações da gripe – Influenza 2018?

O quadro clínico da influenza costuma ser mais grave. Ocorrem febre alta, calafrios, dor de garganta, tosse, mialgias e cansaço. As complicações mais temidas são pneumonia viral ou bacteriana, síndrome da angústia respiratória (SARS) e, nos casos mais graves, óbito. As complicações ocorrem de forma mais grave em crianças abaixo de 5 anos, idosos, gestantes e puérperas (pós-gravidez) e pessoas com patologias crônicas.

2- Como se prevenir contra a gripe?

Para evitar o contágio é preciso redobrar a atenção com a higiene das mãos e evitar aglomerações. Procure utilizar lenços descartáveis, evite tossir nas mãos, que são veículos de transmissão, lave sempre bem as mãos com água e sabão e use papel-toalha, evite lugares fechados e com grande número de pessoas, mantenha os ambientes ventilados e não compartilhe objetos de uso pessoal. A vacinação é uma das formas de prevenção mais eficientes, é indicada a partir dos 06 meses de vida.

3- Quem pode ser vacinado nos postos de saúde?

Ministério da Saúde libera a vacina contra gripe (somente a trivalente) de forma gratuita para os seguintes grupos:

  • Indivíduos acima de 60 anos
  • Crianças de 6 meses até 5 anos
  • Gestantes
  • Puérperas até 45 dias após o parto
  • Trabalhadores do segmento de saúde
  • Povos indígenas
  • Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
  • Professores das escolas públicas e privadas.

4- Não faço parte do grupo que pode se vacinar pela rede pública, e agora?

Para todos que não fazem parte dos grupos cobertos pela campanha pública de vacinação, a recomendação é procurar clínicas particulares que sejam especialistas em imunização. A Imunizar tem 17 anos de experiência em campanhas de vacinação contra gripe.

Atenção: Para as empresas, as campanhas de vacinação contra a gripe são a base dos programas de prevenção à saúde dos seus funcionários, evitando até 60% a menos de faltas no trabalho. Solicite um orçamento para vacinação corporativa.

5- Quais as reações da vacina?

Os efeitos mais comuns da vacina contra a gripe ocorrem já no local da aplicação. São relatados, muito eventualmente, casos de dor local, endurecimento e vermelhidão, que podem durar até 48 horas. Mais raramente a vacina ocasiona reações sistêmicas, como febre e dores musculares.

6- Mesmo com gripe posso tomar a vacina?

Sim, é possível desde que não se esteja com febre. Porém, é importante lembrar que a vacina não vai aliviar os sintomas da gripe já instalada. O objetivo de tomar a vacina contra gripe é prevenir novos casos quando houver um surto. Se a pessoa já estiver contaminada com o vírus, a dose não vai fazer efeito contra essa infecção.

Vale reforçar que a vacina não provoca gripe. Ela é produzida com vírus mortos e inativados, incapazes de causar a doença. Portanto, se a pessoa estiver gripada, não apresentar febre e decidir tomar a vacina, ela não vai ficar mais doente por isso.

7-  A formulação da vacina para 2018 é diferente?

A formulação é a mesma de 2017, ou seja, não mudou a composição das cepas (os tipos de vírus) previstas para circular no hemisfério Sul pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no inverno de 2018. São duas cepas de vírus da gripe A (H1N1 e H3N2) e uma cepa da influenza B. As cepas foram publicadas no Diário Oficial da União em outubro de 2017, conforme aprovação também do Ministério da Saúde, e servem de base para os fabricantes distribuírem as vacinas no Brasil no ano seguinte ( 2018). E, nunca é demais lembrar, a vacina deve ser tomada todos os anos porque o nível de anticorpos se reduz ao longo dos meses.

Diferenciais da Clínica Imunizar Vacinas

Na hora de buscar a vacinação contra a gripe, contar com os serviços de uma clínica especializada como a Imunizar facilita e garante maior tranquilidade para você e sua família.

Confira as vantagens:

  • Instalações confortáveis e apropriadas, exclusiva para vacinação.
  • Infraestrutura para manter a conservação das vacinas e garantir a sua eficácia.
  • Atendimento pré-vacinal para orientar mães e pais sobre as vacinas disponíveis em todas as faixas etárias dos seus filhos e para todos os demais membros da família.
  • Equipe médica e de enfermagem especializada, capacitada em salas de vacina pela Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina e atualizada constantemente em cursos periódicos da Sociedade Brasileira de Imunizações.

Se você tem outras dúvidas sobre a vacina contra a gripe ou como se prevenir contra outros tipos de doenças infecciosas, entre em contato com a equipe da Imunizar Vacinas.

Preparamos uma material exclusivo para que você possa esclarecer uma das principais dúvidas que levantamos com nossos clientes: qual a diferença entre as vacinas das redes pública e privada? Acesse e fique atualizado.

Fonte: Imunizar Vacinas

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: 08:00 as 11:30 - 13:00 as 17:30 hrs

  AVENIDA PARANÁ, 530

  prefeitura@ranchoalegredoeste.pr.gov.br

  (44) 3556-1186

Última Atualização do site: 12/09/2018 11:14:33